• Danilo Jeffetson

Morreu mesmo: lápide 'Celebra' fim do Internet Explorer



Na última semana, a Microsoft anunciou o fim do suporte ao Internet Explorer, um dos navegadores que causou muito amor e ódio entre os usuários. Para homenagear o browser, um fã da Coreia do Sul criou uma lápide com o logotipo do software e fez uma foto que acabou viralizando na nação asiática.


O engenheiro de software Jung Ki-Young encomendou a lápide a exibiu em um café na cidade de Gyeongju, administrado por seu irmão. Ele gastou de US$ 330 (cerca de R$ 1700 na cotação atual) para encomendar a arte gravada com a seguinte frase: "ele era uma boa ferramenta para baixar outros navegadores".



Em entrevista à Reuters, o engenheiro disse ter uma relação de amor e ódio com o Internet Explorer e que ele foi um software com um papel importante durante sua vida. Inclusive, o programador afirma que gastava mais tempo desenvolvendo sites para funcionarem bem no Explorer.

O clássico Explorer

"Essa é outra razão para agradecer ao Explorer, agora me permitiu fazer uma piada de classe mundial. Lamento que se foi, mas não vou sentir falta. Então, sua aposentadoria, para mim, é uma boa morte”, disse Jung


Originalmente, o Internet Explorer saiu em 1995 no lançamento do Windows 95 e, por muito anos, foi o navegador mais popular entre os usuários da Microsoft. Agora, a companhia manterá o Microsoft Edge como o navegador principal do sistema operacional — há pouco mais de 10 anos, o IE perdeu sua popularidade para outros como o Google Chrome e Firefox.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo